Metallica regressam a Portugal em 2019

Os bilhetes estão à venda esta semana

Perfume Genius: gerir um banco e as unhas

Com a inteligência e sensibilidade que lhe são características, Mike Hadreas falou connosco acerca de unhas, de como gerir um banco, de como se tornar mais hardcore e de perfumes chamados “Reseest”.

Metallica regressam a Portugal em Fevereiro

Concerto inserido na digressão WorldWired Tour traz uma série de novidades

Metallica – Hardwired … To Self Destruct (2016)

Tem de ser pesado. Tem de ser rápido. Tem de ser bem tocado. Tem de ser num volume bem acima do rock que na década em causa era considerado aceitável pelos donos dos bares. Tem de ter o James Hetfield…

“Atlas, Rise!” – Metallica

A canção do dia de hoje tinha de ser uma do novo Hardwired…to Self Destruct. Das três que já foram lançadas previamente optámos por esta por ter um videoclip que mostra a banda no seu estúdio, cheio de bandeiras e…

Metallica – Death Magnetic (2008)

E em 2008 a trupe do Metal respirou de alívio. A anunciada morte revelava-se manifestamente exagerada. Não, os Metallica não estavam em pré-reforma, St Anger não seria o seu último disco, não se tinham esquecido de como puxar por guitarras…

Mais um novo video para os Metallica revelado

Amanhã será finalmente lançado o novo álbum dos Metallica. Hardwire… To Self-Destruct chega ao público esta sexta-feira e entre hoje e amanhã serão partilhados todos os novos videos das novas canções. Até agora tinham sido partilhadas “Hardwired,” “Moth Into Flame,” e…

“The Thing That Should Not Be” – Metallica

Quando pensamos em heavy metal, vem-nos logo à cabeça a palavra “velocidade”. Ideia errada: neste género, sempre houve também peso com tempos lentos. Os próprios fundadores do metal, os grandes Black Sabbath, são um dos exemplos mais notórios. Os Metallica,…

Metallica – St. Anger (2003)

St. Anger (2003) não é um disco mau, mas não consegue sobreviver (e conviver) com a discografia que os Metallica nos deixaram décadas antes. A banda tentou ultrapassar o alcoolismo (e respectiva reabilitação) de Hetfield, o mau feitio de Lars, a saída…

Metallica – S&M (1999)

Podia ter sido com Vanilla Ice. Depois de Load, Reload e Garage Inc, para quem quisesse perceber os Metallica já o haviam mostrado – tinham perdido a vergonha. A disco passavam o que queriam, com a sonoridade que lhes apetecesse,…

“Ecstasy of Gold” – Ennio Morricone

Música escolhida para abrir os concertos dos Metallica praticamente desde sempre, “Ecstasy of Gold” é retirada do clássico “O Bom, o Mau e o Vilão”, de Sergio Leone e aparece num dos momentos chave do filme, acompanhando Tuco (Eli Wallach)…

Metallica – Reload (1997)

Apenas um ano após Load, os Metallica voltam a lançar mais material que poderia ter feito parte desse mesmo disco. Se Load já afastou gente, Reload foi o prego final no caixão. Os Metallica já não eram a banda gigante…

Metallica – Load (1996)

Os Metallica continuaram na senda do Black Album e começaram a desiludir os fãs mais acicatados do seu som inicial. A banda transformou-se num conjunto de rock sulista e houve quem não gostasse…

“One” – Metallica

Inspirado pelo livro anti-guerra de Dalton Trumbo, Johnny Got His Gun, James Hetfield escreveu este clássico do metal e do rock em geral, na senda de “Fade To Black”. Um épico acima dos sete minutos onde, como no livro de Trumbo, nos…

“Creeping Death” – Metallica

Abertura épica, riff inesquecível, tema bíblico, solo magistral, “Creeping Death” é uma das músicas mais amadas pelos fãs, nos quais me incluo. Tudo teve origem numa tarde de cinema em que a banda via o clássico Os Dez Mandamentos, filme…

E o heavy metal chegou a todos

Finjamos que o mundo acabou em 1991, e que os Metallica continuam a ser a melhor banda de heavy metal do mundo…

“Welcome Home (Sanitarium)” – Metallica

Master of Puppets é um álbum de faixas brilhantes e considerado por muitos o melhor disco de Metallica. “Welcome Home (Sanitarium)” ajuda a elevar o este disco a um maior nível de perfeição. É uma balada, sim, numa altura em…

… And Justice For All – Metallica (1988)

Tenho de começar esta crónica com o facto que mais marca este álbum – a morte do baixista Cliff Burton em Setembro de 1986. Ocorrida em circunstâncias trágicas (autocarro que os transportava na Suécia, durante tour europeia de suporte a…