Unknown Mortal Orchestra – IC-01 Hanoi (2018)

Surpreendendo toda a gente, os Unknown Mortal Orchestra anunciaram um segundo álbum para 2018. O sucessor de Sex & Food peca, no entanto, pela sua natureza semi-acidental Quando, no final de Setembro, os Unknown Mortal Orchestra anunciaram um novo álbum…

Sampha: a única entrevista feliz

Sampha ter-nos-á dado uma das primeiras – senão a única – entrevista minimamente feliz. Falou connosco acerca dos sentimentos evocados pelo incrível single Blood On Me, a relação entre conflitos e cores, sobre Michael Jackson e Kanye West.

“Naima” – John Coltrane

Santo Coltrane: mais do que um músico, mais do que um homem, mais do que um génio que dá passos de gigante.

A Love Supreme: quando Coltrane nos roubou o cinismo

Um tipo bem tenta ser fiel à sua descrença, molhando todos os dias o Schopenhauer no galão da manhã, mas depois vem a maldita magia de John Coltrane.

“Giant Steps” – John Coltrane

Canção do Dia: “Giant Steps” – John Coltrane

Canção do Dia: So What – Miles Davis

Primeiro, vem a bruma misteriosa, contrabaixo e piano perdidos, à procura ainda até do próprio tempo do tema. Até que finalmente entra a melodia e, coisa rara no jazz, é o próprio contrabaixo quem a faz, um golpe de estado…

Kamasi Washington – The Epic (2015)

The Epic é um dos melhores discos de jazz que 2015 viu nascer.

Canção do Dia: Giant Steps – John Coltrane

É uma tempestade, um terramoto, um furacão, um arrastar de instrumentos liderados na luta pelo saxofone colado aos lábios do mestre. “Giant Steps” abre o disco do mesmo nome – disco esse de um dos maiores monstros do jazz, John…

Miles Davis – Kind of Blue (1959)

Qual é o segredo de Kind of Blue? Porque é que é que quando inspeccionamos a colecção de discos dos nossos amigos ele está sempre lá e se não estiver deixam logo de ser nossos amigos? Porque é que a…

John Coltrane – A Love Supreme (1965)

Fechem os olhos, pensem em tudo aquilo que ouviram e sentiram e, se for caso para isso, voltem a pôr o disco do princípio.

Canção do Dia: John Coltrane – Naima

Nesta balada encantadora Coltrane consegue a proeza de pôr o seu saxofone a falar: nas primeiras notas ouvimos perfeitamente as sílabas de “Naima”, a sua mulher de então. Alice Coltrane sempre detestou esta canção.

Reportagem: Pharoah Sanders & The Underground || Jazz em Agosto

Eu acuso: Rob Mazurek foi pouco humilde. Por muito bons que os seus Underground sejam (quer os de Chicago, quer os de São Paulo, agora em versão “todos ao molho”), Mazurek nunca poderia ter confinado o mítico Pharoah Sanders ao…

Periferia: Pharoah Sanders – Karma (1969)

Desta vez, e após uma ausência prolongada por motivos diversos, dou-vos a escutar uma obra imprescindível da história do Jazz moderno. Um ensaio crítico polissémico para compreensão da música e dos sons que erigem as manifestações musicais. Karma, o terceiro…