Roger Waters: há vida para além dos Floyd

Sozinho, Waters nunca conseguiu repetir a perfeição de um Dark Side of the Moon. Podia ser o principal criador dos Floyd mas a banda sempre foi muito maior do que o ego do seu baixista. Ainda assim, valeram bem a pena estes seus quatro belíssimos discos. É este o o percurso pós-Floyd que realmente queríamos? Claro que sim.

Roger Waters – Amused to Death (1992)

Contra tudo e contra todos, Roger Waters entrega ao público em 1992 um disco conceptual quando o formato estava completamente morto e enterrado. Talvez o mais marcante da sua carreira a solo.

Good Times Bad Times: Ascensão e queda dos gigantes Led Zeppelin

Quando ouço apelidarem os Stones de “a melhor banda de rock’n’roll do mundo”, pergunto sempre para os meus botões, então e os Zeppelin, pá? Para mim, não tenho dúvidas: pela sua modernidade, a coroa vai para os últimos. A banda-sonora…

Billy Cobham – Spectrum (1973)

Em meados de 1973, após a dissolução da “Mahavishnu Orchestra”, o baterista Billy Cobham lançava-se num desafio a solo. Para tal reuniu nos antigos estúdios de Hendrix “Electric Ladyland” em Nova Iorque uma equipa de “ases” onde pontificavam o seu…

Led Zeppelin – Led Zeppelin (1969)

Façam o seguinte exercício de imaginação. Pensem numa banda qualquer que exista em 2010. Acabaram agora de formar-se. Só têm 36 horas para gravar um disco. Possuem um som que ainda está por inventar ou forjar. O disco sai e…