J. Cole – KOD (2018)

O que é grande em KOD não são as palavras mas a cadência com que são ditas: o balanço incrível do seu rap, gingando como uma banda de funk. Cole poderia até “rappar” em mandarim. Bambolearíamos na mesma, enlaçados no seu ritmo.

“Change” – J. Cole

Nesta “Change”, percebe-se que J. Cole é, actualmente, um dos melhores contadores de histórias do hip-hop e da música americana em geral.

J. Cole – 4 Your Eyez Only (2016)

Ao quarto álbum, J. Cole cimenta-se como um dos líderes de um hip-hop adulto, intricado e pessoal, mas aberto a outros géneros, como o R&B e o jazz.