Canção do dia

“I Wanna Be Sedated” – Ramones

Há raros momentos na humanidade que, por coincidência (para quem acredita) ou não, juntam-se uma série de artistas numa mesma zona. Sem sequer se aperceberem acabam por criar um momento histórico que fica marcado para sempre e que se repete, noutra altura, noutro local e noutras circunstancias. Foi assim com o grunge, em que Nirvana, Pearl Jam, Mother Love Bone, Stone Temple Pilots, Soundgarden e afins. Foi assim com o renascimento do rock no pós-punk, com os Strokes, Interpol, TV On The Radio, Yeah Yeah Yeahs, etc. E foi assim com Ramones, Blondie, Television, Iggy Pop, Patti Smith, entre outros. Este último movimento já data dos anos 70/80 e tinha o clube CBGB, em Nova Iorque, o seu epicentro.

Hoje vê-se com a maior das facilidades alguém com uma t-shirt dos Ramones vestida. Mas será que a pessoa sabe quem foi esta banda? Será que sabe que foi uma das primeiras bandas a definir o que é o punk rock? Como diria Macaulay Culkin: “I don’t think so”.

“I Wanna Be Sedated” foi uma canção escrita por Joey Ramone, o frontman da banda, em 1977, 1978. É uma canção de digressão, coisa que os Ramones, numa certa altura, passavam mais de um ano seguido a fazer. O video foi gravado quase 10 anos depois e mostra os quatro Ramones sentados à mesa com todo um circo a acontecer por trás. Numa altura de muitas limitações técnicas, o efeito criado de duas velocidades (a banda em velocidade normal e o resto em velocidade super-sónica, foi conseguido através duma actuação slow-motion dos músicos e dos figurantes em velocidade normal. E depois passando o resultado em velocidade rápida. O resultado foi o que se pode ver. Já agora, alguém consegue descobrir Courtney Love?