7.5/10
Sophie – Oil of Every Pearl’s Un-Insides

Com Oil Of Every Pearl’s Un-Insides, SOPHIE estende-nos um convite para nos perdermos no seu mundo cor-de-rosa.

8.5/10
Stills & Collins – Everybody Knows (2017)

Stephen Stills e Judy Collins, duas lendas septuagenárias do country-rock fazem um dos discos mais bonitos e profundos dos últimos anos.

Vários Artistas – Hair (1968)

Faz 50 anos que Hair, o musical de Jim Rado e Gerome Ragni, estreou na Broadway. Por ser bonita a data e por ser uma obra de exceção, o Altamont resolveu revisitá-la.

7/10
Eleanor Friedberger – Rebound (2018)

Rebound é o novo disco de Eleanor Friedberger. Como sempre tem acontecido, a artista norte-americana continua em boa forma e é importante ouvir o que tem para nos dizer.

Stephen Malkmus & The Jicks – Mirror Traffic (2011)

Malkmus e os seus Jicks desta vez produzidos por Beck, num excelente álbum que continua a ser interessante de ouvir passados sete anos.

Stephen Malkmus – Stephen Malkmus (2001)

O génio dos Pavement deixa a sua banda para trás e atira-se para o primeiro disco da sua futura carreira, mantendo-se em belíssima forma.

Pavement – Terror Twilight (1999)

O último disco de originais dos Pavement é uma obra mais madura, cansada e contemplativa, mas deu-nos alguns dos mais belos hinos da banda.

Pavement – Brighten the Corners (1997)

Um disco que não é o preferido da maioria dos devotos, mas só porque lá atrás já estava a história escrita.

Pavement – Wowee Zowee (1995)

Wowee Zowee é a obra-prima que surge ao terceiro esforço dos Pavement. Muitos poderão pensar o contrário, mas nós estamos firmes na convicção que temos sobre este ímpar momento de Stephen Malkmus e companhia.

Pavement – Crooked Rain, Crooked Rain (1994)

Um disco dissonante mas soalheiro, como se os Sonic Youth tocassem viola na praia ou os Dinosaur Jr. fizessem amonas aos Beach Boys.

Pavement – Slanted and Enchanted (1992)

O caos também pode ter o seu lado belo, e Slanted é uma boa prova disso mesmo.

5/10
Hinds – I Don’t Run (2018)

São canções com cobertura de açúcar, mas um interior agridoce. As Hinds estão mais crescidas…

8/10
Courtney Barnett – Tell Me How You Really Feel (2018)

Ensonada e querida como um coala constipado, Courtney desceu do seu eucalipto para nos entregar mais um grande disco. Quando todas as notas e palavras estão certas, não há como não lhe perdoar o desencanto que agora nos traz.

8.5/10
Kali Uchis – Isolation (2018)

Uchis estreou-se com um álbum digno de estrelas, porque ela própria nasceu para ser uma.

8/10
José Mário Branco – Inéditos (1967-1999) – 2018

José Mário Branco traz-nos em “Inéditos (1967-1999)” um exercício aventureiro que nos leva das cantigas de amigo ao ié-ié.

8/10
Caetano Moreno Zeca Tom Veloso – Ofertório (Ao Vivo) (2018)

Uma voz que nos toca, que nos penetra, uma voz que faz parte de nós.

8.5/10
Stephen Malkmus & The Jicks – Sparkle Hard (2018)

O homem que sempre compôs e tocou de forma a não parecer estar a esforçar-se demasiado mantém esse charme juvenil, mas o resultado é mais adulto.

7.5/10
X-Wife – X-Wife (2018)

Ao quinto disco, os X-Wife montam uma festa dos diabos. Que venha o Verão, que a banda sonora já chegou.

Criado em 2005, o Altamont é, no seu âmago, um lugar de união para quem gosta de música. Evoluindo e crescendo, mas sem perder a inocência e ingenuidade que lhe dá o seu lado mais verdadeiro, o Altamont tentará cumprir com o propósito que sempre lhe pautou o caminho – ser um local de descoberta e partilha para quem ainda tem tempo para ouvir um disco de uma ponta à outra.

Website: Hypnotic Digital Agency
Logo: Joana Ray

Mais lidos