Ana Caeiro
23 Articles0 Comentários

Nascida em 1981 conseguiu sobreviver ao bullying musical da época ao ser salva por um primo mais velho que a ensinou a ouvir música. Gravava cassetes e ficava triste quando uma música ficava entre o lado A e o lado B. O seu momento alto foi “pedir” emprestada uma cassete de Julio Iglesias a uma tia, colocar fita-cola e gravar Peste & Sida. Tinha 8 anos.

Alt-J mostram nova música

Britânicos estão finalmente de regresso às composições, quatro meses antes de passarem por Portugal

“Let It Happen” – Tame Impala

Esta semana vamos navegar em músicas que associo à psicologia positiva. É sabido que a música induz estados de espírito e está comprovado que algumas músicas clássicas estimulam a aprendizagem. Vamos navegar nos ritmos mas também nas letras de algumas…

“The Camel” – Fat Freddy’s Drop

Esta semana vamos navegar em músicas que associo à psicologia positiva. É sabido que a música induz estados de espírito e está comprovado que algumas músicas clássicas estimulam a aprendizagem. Vamos navegar nos ritmos mas também nas letras de algumas…

“Failure” – Kings of Convenience

Esta semana vamos navegar em músicas que associo à psicologia positiva. É sabido que a música induz estados de espírito e está comprovado que algumas músicas clássicas estimulam a aprendizagem. Vamos navegar nos ritmos mas também nas letras de algumas…

“Big Boat” – M Ward

Esta semana vamos navegar em músicas que associo à psicologia positiva. É sabido que a música induz estados de espírito e está comprovado que algumas músicas clássicas estimulam a aprendizagem. Vamos navegar nos ritmos mas também nas letras de algumas…

“Memórias de Paco Forcado” – B Fachada

Esta semana vamos navegar em músicas que associo à psicologia positiva. É sabido que a música induz estados de espírito e está comprovado que algumas músicas clássicas estimulam a aprendizagem. Vamos navegar nos ritmos mas também nas letras de algumas…

The Offspring – Smash (1994)

Corria o ano de 1995. A idade era curta: uns meros 13 anos. Era a primeira vez que estava a trabalhar a sério, de forma remunerada, assumindo a posição de um de quatro “gestores” de um bar de praia. Resumidamente:…

Canção do dia: Fruit Tree – Nick Drake

Sempre que oiço Nick Drake, penso que a música que toca (seja qual for) foi gravada ontem. A sua contemporaneidade mantém-se inalterada. Ou será que nos anos 70 a sua música era demasiado moderna? “Fruit Tree” é do seu primeiro…

Canção do dia: We Care – The Management [MGMT]

Música de uma demo de MGMT e de 2005. É a sua primeira aparição formal a nível musical mas ainda com um nome extenso. Esta banda Norte-Americana lançou um álbum homónimo em 2013 e esteve no Alive em 2014. Sempre…

Canção do dia: Freedom Road – The Divine Comedy

Uma música tranquila, de uma banda britânica, boa para um dia de frio e chuva, passado em casa, preferencialmente acompanhado. Não queremos fomentar estados depressivos. The Divine Comedy é uma banda liderada por Neil Hannon que é, muitas vezes, o…

Canção do dia: Raisin’ the Stakes – Groove Armada

Vindo directamente do terceiro álbum de estúdio, Goodbye Country (Hello Nightclub), esta música é-nos trazida por um vocalista convidado, Kriminul. O álbum foi lançado nos idos 2001, precisamente um dia antes do 11 de Setembro. Apesar do título do álbum…

Canção do dia: One Touch – LCD Soundsystem

“One Touch” é a terceira música de This is Happening, álbum de 2010 dos LCD Soundsystem e que já foi estimado neste site. E se esta música diz: we’ve been waiting for a long time, na realidade não esperámos muito…

Playlist da Semana: 29-02-2016

As últimas playlists que fiz foram para a passagem de ano, uma intitula-se “jantar de passagem de ano”, com músicas mais digeríveis, e a outra “passagem de ano”, com músicas de festa (mas sem aquela do “ehhh meu amigo Charlie…”).…

Canção do dia: Wapas Karna – Taken By Trees

Taken by Trees é um projecto a solo de Vitoria Bergsman, vocalista dos Concrets. Neste projeto encontramos o seu segundo álbum de estúdio, East of Eden, lançado em 2009 e com uma particularidade muito interessante: a banda rumou ao Paquistão…

The Chemical Brothers – Born in the Echoes (2015)

Arrisco-me a fazer o primeiro artigo sobre The Chemical Brothers neste prestigiado site. Espero não ferir as susceptibilidades daqueles que poderão considerar que o ritmo que estes irmãos nos trazem não se coaduna com os beats que aqui se transformam…

Patrick Watson – Love Songs For Robots (2015)

Sugiro a leitura deste texto acompanhada da audição deste álbum. Porque ouvir Patrick Watson é viajar através dos sentidos. Primeiro o tacto: não existe poro que não estremeça e que não coloque os pelos no ar. As emoções florescem e…

Roísín Murphy – Overpowered (2007)

Dois anos depois de Ruby Blue e em 2007, Roísín Murphy, a ex-Moloko, lança Overpowered. Embora se mantenha na mesma linha que o anterior, este álbum surge mais intenso, vibrante e mexido. Um verdadeiro electro-disco, como foi denominado na altura…

Róisín Murphy – Ruby Blue (2005)

Ruby Blue é o primeiro álbum a solo de Róisín Murphy, que conhecemos primeiramente como a vocalista dos Moloko. Este álbum surgiu em 2005 e, com um cunho bem mais pessoal, distingue-se, na minha opinião, da electrónica louca e saudável…